Home / Prémios & Distinções
Foto: dr
Catedrático Jubilado da Universidade de Évora
Gonçalo Ribeiro Telles recebe prémio internacional

O Reitor da Universidade de Évora congratulou-se hoje com a atribuição a Gonçalo Ribeiro Telles do prémio da International Federation of Landscape Architecture. Carlos Braumann referiu a sua enorme satisfação, em nome da academia eborense, pelo reconhecimento do mérito de um homem ligado à causa pública, que tem deixado uma marca muito visível e positiva, não só ao nível da arquitetura paisagista, mas também ao nível científico e da política do ambiente em Portugal.

O prémio Sir Geoffrey Jellicoe distingue um arquiteto paisagista cuja obra contribuiu de forma decisiva para a qualidade de vida das comunidades e do ambiente assim como para a promoção da profissão da arquitetura paisagista.

Arquiteto Paisagista, fundador da licenciatura de Arquitetura Paisagista na Universidade de Évora, Gonçalo Ribeiro Telles, político e pioneiro do ambientalismo em Portugal, nasceu em Lisboa. Tendo-se formado em Agronomia, foi assistente do Instituto Superior de Agronomia. Entre as suas obras conta-se o Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian, trabalho pelo qual recebeu o prémio Valmor em 1975. É Professor Catedrático Jubilado da Universidade de Évora, onde também recebeu o doutoramento Honoris Causa, apadrinhado por Mário Soares. Foi um dos primeiros professores da Universidade de Évora e Presidente do Departamento de Planeamento Biofísico e Paisagístico, onde ensinou e criou escola. Foi Ministro de Estado e da Qualidade de Vida (1981-1983) e Presidente do Partido Popular Monárquico e do Movimento do Partido da Terra.

Gonçalo Ribeiro Telles amanhã na Universidade de Évora

No âmbito das Jornadas do Ambiente que a Associação Académica da Universidade de Évora tem realizado desde ontem e até amanhã, no Auditório da Universidade de Évora, no Colégio do Espírito Santo, Gonçalo Ribeiro Telles participará, entre as 14h30 e as 17h, no debate sobre a eliminação da Reserva Agrícola Nacional e da Reserva Ecológica Nacional.

Publicado em 10.04.2013