Home / Prémios & Distinções
foto: Cristina Brázio
Hélia Correia recebe Prémio Vergílio Ferreira

Na passada sexta-feira, dia 1 de março, decorreu na Universidade de Évora a cerimónia de entrega do Prémio Vergílio Ferreira, este ano atribuído à escritora Hélia Correia, distinguida pelo conjunto da sua obra.

No dia em que passaram 17 anos sobre a morte do escritor que dá o nome ao prémio, decorreu na Sala de Atos da Universidade de Évora a cerimónia de entrega, tendo Hélia Correia recebido o galardão das mãos do Professor Carlos Braumann, Reitor da Universidade de Évora.

Num discurso onde não faltaram menções à cultura clássica, à sua “amada Grécia” e  “aos murmúrios que há nas pedras, no ar e nos velhos arvoredos” da cidade de Évora, Hélia Correia agradeceu o prémio, confessando-se “um pouco assustada, porque a Universidade é uma entidade que eu prezo muito e a minha profissão favorita, além de jardineira, é de aluna, e sinto-me sempre uma aluna na Universidade”. Para a escritora, além “de receber um prémio com o nome de um grande escritor como Vergílio Ferreira ter um sabor especial”, revela que “o olhar da Universidade sobre o que escrevo é extremamente especial”.

Para o Professor Carlos Braumann, a atribuição deste prémio representa “uma oportunidade que a Academia tem de homenagear todos os anos um dos grandes escritores da Língua Portuguesa”, pois apesar de ser atribuído pela Universidade de Évora, conta com a participação dos vários Departamentos de Literatura e Linguística de outras universidades portuguesas. O Professor Carlos Braumann refere ainda que “o prémio vale pela categoria dos premiados, ficando a Universidade associada a nomes ilustres”.

A cerimónia contou ainda com a intervenção musical de um quarteto de guitarras formado por alunos da Universidade, interpretando composições de Astor Piazzola e de Eric Satie.

Nascida em fevereiro de 1949, Hélia Correia é licenciada em Filologia Românica e professora de Português do ensino secundário, tendo também feito um curso de Pós-graduação em Teatro Clássico. Além da dedicação à escrita, nas áreas da ficção, poesia, teatro e literatura infantil, Hélia Correia também fez diversas traduções. A escritora recebeu o Prémio PEN Club 2001, atribuído a obras de ficção, pelo romance Lillias Fraser, e, em 2006, o Prémio Máxima de Literatura, pela obra Bastardia. Este ano foi ainda distinguida com o Prémio Literário Correntes de Escritas/Casino da Póvoa pelo seu livro A Terceira Miséria.

O prémio Vergílio Ferreira foi criado em 1997 com o objetivo de homenagear o escritor e premiar o conjunto da obra de escritores portugueses relevantes no âmbito da narrativa e do ensaio. Atribuído pela primeira vez a Maria Velho da Costa, entre os galardoados contam-se nomes como Maria Judite de Carvalho (a título póstumo), Mia Couto em (1999), Almeida Faria (2000), Eduardo Lourenço (2001), Óscar Lopes (2002), Vítor Aguiar e Silva (2003), Agustina Bessa-Luís (2004), Manuel Gusmão (2005), Fernando Guimarães (2006), Vasco Graça Moura (2007), Mário Cláudio (2008), Mário de Carvalho (2009), Luísa Dacosta (2010), Maria Alzira Seixo (2011) e José Gil (2012).

Publicado em 07.03.2013