Home / Prémios & Distinções
Trabalho do ICAAM distinguido pela Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica

Prémio SPAIC-MSD atribuído a dois trabalhos na área da Aerobiologia, realizados pela equipa liderada pelos professores Célia Antunes e Rui Brandão

O trabalho premiado consistiu no desenvolvimento de metodologias de quantificação de alergénios de pólens de gramíneas e oliveira, responsáveis por um elevado número de problemas alérgicos. Este estudo integra-se num projecto europeu (Hialine) que envolve 14 países e tem a Universidade de Évora como parceiro português. O projecto Hialine (http://www.hialine.com/) pretende desenvolver uma plataforma tecnológica comum que permita o estabelecimento de uma rede europeia de monitorização de alergénios polínicos na atmosfera.

A possibilidade de quantificação dos níveis de alergénios no ar atmosférico constitui um avanço importante relativamente à tecnologia actualmente utilizada para a elaboração dos “boletins polínicos”: os métodos agora disponíveis baseiam-se na determinação da quantidade de pólen presente no ar, que pode não estar directamente relacionada com a quantidade de alergénios, que são os constituintes dos pólens responsáveis por induzir a resposta alérgica. Por esta razão, a quantificação directa dos “responsáveis” permitirá obter “boletins polínicos” mais informativos e úteis, tanto para os médicos como para os doentes alérgicos.

A Aerobiologia é uma ciência relativamente recente e muito interdisciplinar, que estuda as partículas biológicas presentes no ar, muitas das quais com potenciais efeitos negativos sobre a saúde humana. Actualmente, as principais partículas estudadas no âmbito da Rede Portuguesa de Aerobiologia são os pólenes e os esporos fúngicos, devido ao seu elevado potencial alergénico.

As doenças alérgicas respiratórias, como a asma ou a rinite alérgica são das patologias mais comuns em todo o mundo. O desenvolvimento destas doenças pode ser desencadeado pela exposição a alergénios presentes no ar, incluindo os pólens. Na maioria dos casos, estas doenças podem ser controladas evitando-se o contacto com as substâncias alergénicas. Por este motivo, a monitorização do ar e a informação dos profissionais de saúde e das populações através de boletins polínicos periódicos é muito importante.

A Rede Portuguesa de Aerobiologia, criada em 2002 sob tutela da SPAIC e que tem como Coordenadora a Drª Elsa Caeiro, faz colheitas do ar atmosférico em diferentes pontos do País. Os dados recolhidos nestas estações de forma contínua são depois analisados para determinar os níveis polínicos e de esporos de fungos. Esta informação é divulgada através do portal da SPAIC (www.spaic.pt ou www.rpaerobiologia.com) e, durante a Primavera, é difundido um "boletim polínico" através dos meios de comunicação social.

Leia o Comunicado de Imprensa em anexo

Publicado em 28.10.2011