Home / Canais / Academia
Universidades de Évora e de Macau juntas em projetos de património e tradução

A Universidade de Évora (UÉ) e a Universidade da Cidade de Macau assinaram ontem, dia 09 de abril, parcerias nas áreas do património cultural e da informática, aplicada à saúde e centrada na tradução automática entre a língua chinesa e língua portuguesa. 

Ana Costa Freitas, Reitora da Universidade, salientou aos jornalistas, no final da cerimónia do doutoramento honoris causa ao professor Galopim de Carvalho e ao presidente do presidente do Conselho da Universidade da Cidade de Macau, Chan Meng Kam, que os dois memorandos de entendimento assentam na área do património cultural, “que implica a criação de uma cátedra no valor de cerca de 50 mil euros”.

A cátedra relacionada com o património cultural vai permitir "financiar estudos sobre a herança cultural" entre Portugal e Macau, em sinergia com o Laboratório HERCULES da UÉ, infraestrutura de investigação criada em 2009, dedicada ao estudo e valorização do património cultural, com especial enfase na integração de metodologias das ciências físicas e dos materiais em abordagens interdisciplinares. Para a concretização desta parceria, a Reitora da UÉ, sublinhou que foi já efetuado o inventário dos equipamentos a instalar na Universidade da Cidade de Macau para iniciarem os trabalhos neste laboratório.

No que respeita ao acordo assinado na área da informática, Ana Costa Freitas, esclareceu que a colaboração prevê a criação de laboratórios assentes num sistema "de tradução por computador" de chinês-português e vice-versa. Neste caso, ambas Universidades estão a começar na componente do 'machine learning' que permitirá a tradução automática.

Ainda no que respeita à colaboração entre as Universidades, está previsto, à semelhança de anteriores edições, a realização de cursos de verão na área do turismo e de arquitetura paisagista que terão lugar na Universidade de Évora.

Publicado em 10.04.2019