Home / Canais / Ciência
Pós-doc da UE premiado em congresso internacional
Foto: cedida pelo autor
Pós-doc da UE premiado em congresso internacional

Paulo Cézanne Vieira, bolseiro pós-doc do Laboratório de Nematologia do Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais Mediterrânicas da Universidade de Évora, ganhou o prémio para o melhor poster apresentado no congresso anual da ONTA, uma reunião internacional de referência na área dos nemátodes parasitas de plantas, no México.

O trabalho premiado descreve novos mecanismos utilizados pelos nemátodes para a infeção das plantas, abrindo caminho ao desenvolvimento de novas e promissoras formas de combate a estes parasitas. Os nemátodes são pragas de importantes culturas agrícolas, causando graves prejuízos económicos a nível mundial.

Os nemátodes parasitas de plantas são vermes microscópicos que vivem no solo, atacando as raízes das plantas e causando grandes danos em muitas culturas agrícolas com prejuízos anuais de milhões de euros.

Durante a infeção das plantas, os nemátodes das galhas das raízes (Meloidogyne spp.) formam grandes galhas no interior da raiz, onde se irão alimentar e reproduzir. As galhas são tumefações que contêm células alteradas da raiz da planta, de enormes dimensões, com múltiplos núcleos e com um metabolismo muito ativo de modo a fornecer ao nemátode o alimento necessário para o seu desenvolvimento. Durante o seu trabalho de doutoramento, realizado no Instituto Sophia AgroBiotech (França) sob orientação da Drª. Janice de Almeida Engler e coorientação do Prof. Manuel Mota, Paulo Vieira descobriu que as alterações provocadas nas células da planta durante a formação das galhas são causadas por uma desregulação dos mecanismos que comandam a divisão celular, de modo semelhante ao que acontece em muitos tumores.

O trabalho que foi agora premiado demonstra que as proteínas ICK2/KRP2, inibidoras do ciclo celular, desempenham um papel fundamental na formação das galhas e no desenvolvimento dos nemátodes. Ou seja, foi possível mostrar que aumentando a quantidade destas proteínas nas células da raiz da planta se conseguiu impedir que as galhas se formassem da forma normal e que o nemátode se multiplicasse. Estes resultados são mais um passo para compreender o mecanismo molecular pelo qual os nemátodes conseguem manipular as células hospedeiras, permitindo explorar novas e diferentes formas de resistência das plantas às pragas de nemátodes que as parasitam.

Paulo Vieira é licenciado em Biologia, tendo-se doutorado recentemente pelo Instituto Sophia AgroBiotech/Universidade de Nice (França), onde desenvolveu o seu trabalho. Presentemente é pós-doc na equipa do Laboratório de Nematologia do ICAAM, como bolseiro de um projeto europeu – REPHRAME – que está a desenvolver novos métodos para detetar, controlar e erradicar o Nemátode da Madeira do Pinheiro. O REPHRAME envolve 11 organizações de oito países (Áustria, China, França, Alemanha, Noruega, Portugal, Espanha e Reino Unido) assim como ligações ao Canadá, Japão e EUA.

O Laboratório de Nematologia do ICAAM, dirigido pelo Prof. Manuel Mota, dedica-se à investigação relacionada com nemátodes, principalmente do solo, e fitoparasitas. Tendo começado com estudos de nemátodes fitoparasitas de diversas culturas agrícolas, dedica-se mais recentemente ao estudo da bioecologia do nemátode da madeira do pinheiro, e de nemátodes entomopatogénicos (nemátodes que atacam insetos, podendo ser utilizados como bioinsecticidas para controlo de pragas agrícolas).

Publicado em 19.09.2012