Home / Canais / Ciência
foto: João Barnabé
O "deep sea" em debate na UE

A prospeção e exploração de recursos minerais marinhos no “deep sea” foi o mote para o workshop do Centro de Geofísica de Évora que pretende estudar o estado da exploração dos recursos marinhos, e que contou com a presença do Secretário de Estado do Mar, Prof. Manuel Pinto de Abreu. 

A Universidade de Évora, a “mais marítima de Portugal” e o “parceiro principal no processo de extensão da plataforma continental” tem, para o Secretário de Estado uma posição “privilegiada” nesta matéria. Segundo o Secretário de Estado, o workshop está orientado para dar resposta àquilo que Portugal precisa para explorar o mar. “Estamos a alargar o território e as nossas oportunidades. As fontes hidrotermais dos Açores não são os únicos recursos no mar português. São necessárias iniciativas para realinhar a capacidade nacional de fazer exploração”.

Segundo o Vice-reitor, Prof. Manuel Cancela d’Abreu, a Universidade de Évora tem-se empenhado fortemente nas áreas do estudo dos ecossistemas marinhos e na componente geológica e geofísica. O Vice-reitor destacou ainda o investimento de cerca de 1 milhão de euros nas novas instalações do CIEMAR, o laboratório de ciências do mar da Universidade de Évora, situado em Sines, demonstrando a importância que a ligação ao mar tem para a UE. 

Sofia Ascenso | UELINE

Publicado em 28.05.2012