Home / Canais / Academia
Universidade de Évora lidera consórcio Alentejo Living Lab

O consórcio Alentejo Living Lab, coordenado pela Universidade de Évora, foi criado no dia 27 de fevereiro, nas instalações da CCDR Alentejo, com a presença do Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes e a Reitora da Universidade de Évora, Ana Costa Freitas.

Coube a Manuel Lopes, diretor do Centro de Investigação em Ciências e Tecnologias da Saúde da Universidade de Évora a apresentação desta iniciativa que, como recordou, tem vindo a ser estruturada “há cerca de quatro anos”, considerando que, “a saúde é uma condição prévia, um resultado e um indicador de uma sociedade sustentável”.

A iniciativa é encarada pelo seu coordenador como um “ecossistema que irá operar numa base regional, alavancada pela investigação científica”, no qual a Universidade, “tem vindo a trabalhar com a região”, não podendo esta nunca, “desligar do contexto onde está inserida”, e recorda que o Alentejo é “a região mais envelhecidas da europa”.

A este propósito, Manuel Lopes, indicou que a Universidade de Évora é já membro do eit Health, um dos consórcios internacionais “mais inovadores da europa na área da saúde”, um centro de investigação encontra-se em processo de avaliação pela FCT, e prevista a criação de cátedras em diferentes áreas da saúde.

Fortemente focado na internacionalização dos produtos, procedimentos e serviços que desenvolve, este consórcio aposta na promoção do bem-estar da população alentejana com o desenvolvimento de uma economia do bem-estar sustentável. O objetivo geral passa por criar um ecossistema regional, capaz de promover e apoiar o desenvolvimento de processos, produtos e serviços inovadores, validado pelos seus utilizadores, que incrementem a sua capacidade de decisão informada e que contribuam para um envelhecimento ativo e saudável, no contexto dos percursos de vida das pessoas desta região.

Assinaram o protocolo a Universidade de Évora, a ARS Alentejo - Administração Regional De Saúde do Alentejo, o Hospital do Espírito Santo de Évora, a CIMAC - Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central, a Santa Casa da Misericórdia de Évora, a UDIPSS Évora - União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social de Évora, a Glintt, a Decsis, a Mediceus – Dados de Saúde e a ADRAL - Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo.

Publicado em 05.03.2018