21 Setembro 2017
Página inicial / Canais / Academia
JL
Universidade de Évora distingue João de Melo com Prémio Vergílio Ferreira

O Prémio Vergílio Ferreira 2016 foi atribuído ao escritor João de Melo. Este galardão incide sobre o conjunto da obra de um autor que se tenha distinguido nos domínios da ficção ou do ensaio.

Na edição com mais candidatos desde que foi criado o galardão, oriundos de três países, o júri decidiu atribuir este ano o prémio a João de Melo, tendo ficado escrito em acta que “o júri congratulou-se pela alta qualidade das candidaturas apresentadas, e deliberou, por maioria, atribuir o Prémio Vergílio Ferreira 2016 ao escritor João de Melo (…) uma vez que (…) considerou que a sua obra ficcional, reveladora de um imaginário transfigurador poderoso, faz da sua obra uma das mais relevantes da sua geração”

O júri do Prémio que pretende homenagear o escritor de “Aparição” é composto este ano pelo Professores António Sáez Delgado (Presidente), Elisa Esteves, Gustavo Rubim, Carlos Reis e pela escritora Lídia Jorge, vencedora da última edição do prémio.

A cerimónia de entrega do Prémio acontece no dia de 1 março, data em que se assinala a morte do escritor, este ano integrada num grande congresso internacional comemorativo do centenário do nascimento do escritor intitulado “Vergílio Ferreira: Entre o Silêncio e a Palavra Total”.

Instituído pela Universidade de Évora em 1997, o prémio Vergílio Ferreira foi atribuído pela primeira vez a Maria Velho da Costa, a que se seguiram, entre outros, Mia Couto, Almeida Faria, Eduardo Lourenço, Agustina Bessa Luís, Vasco Graça Moura, Mário Cláudio, Luísa Dacosta, José Gil, Hélia Correia e Lídia Jorge.

Nota Biográfica

 

Nasceu na ilha de São Miguel (Açores) em 1949, onde completou a instrução primária, após o que prosseguiu os seus estudos no continente. Em 1967 passou a residir e a trabalhar em Lisboa. Depois de participar na guerra colonial em Angola entre 1971 e 1974 (tema de duas das suas obras mais significativas, a antologia “Os Anos da Guerra” e o romance “Autópsia de Um Mar de Ruínas”), trabalhou na vida sindical, foi editor de autores portugueses e crítico literário. Frequentou a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, pela qual veio a licenciar-se em 1981 com o curso de Filologia Românica. Professor dos ensinos secundário e superior durante vários anos, foi convidado pelo governo português para o cargo de conselheiro cultural junto da embaixada de Portugal em Espanha (que desempenhou durante 9 anos, entre 2001 e 2010). Em 2003, em Madrid, criou a “Mostra Portuguesa” (de que realizou 7 edições), sendo o maior evento cultural português fora de fronteiras. Tem traduzidos para espanhol os seguintes livros da sua autoria: “Gente feliz con lágrimas”, “Antología del cuento portugués” (Alfaguara),  “Cronica del principio y del agua y otros relatos”, “Mi mundo no es de este reino”, “Mar de Madrid” e “Autopsia de un mar de ruinas” (Linteo Ediciones).

Autor de obras de ficção, ensaios, antologias, poesia, livros de crónicas e de viagem, os livros foram traduzidos em Espanha, Itália, França, Holanda, Roménia, Bulgária, Estados Unidos, Hungria, Alemanha, Reino Unido, Sérvia e México.

Foram-lhe atribuídos os seguintes prémios literários: Grande Prémio da Associação Portuguesa de Escritores, Prémio Eça de Queiroz/Cidade de Lisboa, Prémio Cristóvão Colombo (Capitais Íbero-americanas), Prémio Fernando Namora/Casino do Estoril, Prémio Antena 1, Prémio «A Balada» e Prémio Dinis da Luz.

 “Gente Feliz com Lágrimas”, o seu romance mais conhecido, foi adaptado ao teatro pelo grupo O Bando, e a telefilme e a série de televisão pelo realizador José Medeiros.

 

OBRAS DE JOÃO DE MELO

Os Navios da Noite (contos)
2016

Lugar Caído no Crepúsculo (Romance)
2014

A Divina Miséria (Novela)
2009

Luxúria Branca e Gabriela  (Conto)
ilustrações de Francisco Simões
2009

O Vinho  (Conto)
ilustrações de Paula Rego
2008

O Mar de Madrid  (Romance)
2006

As Coisas da Alma  (Contos)
2003

Literatura e Identidade / Identidad y Literatura” (bilingue)  (Ensaio)
2003

Antologia do Conto Português (Antologia)
2002

Açores: O Segredo das Ilhas (Viagens)
2000

O Homem Suspenso (Romance)
1996

Dicionário de Paixões (Crónicas)
1994

Bem-Aventuranças (Contos),
1992    

As Manhãs Rosadas (Conto)
ilustrações de David de Almeida
1991

Gente Feliz com Lágrimas (Romance)
1988
(Grande Prémio de Novela e Romance da APE, 1989
Prémio Fernando Namora, 1989
Prémio Eça de Queirós/Cidade de Lisboa, 1989
Prémio Livro do Ano Antena 1, 1989
Premio Internacional Cristóbal Colón de las Ciudades Capitales Íbero-americanas, 1990).

Os Anos da Guerra  (Antologia)
1988

Entre Pássaro e Anjo (Contos)
1987
(Prémio literário “A Balada”, Açores, 1989) 

Autópsia de Um Mar de Ruínas (Romance)
1984

O Meu Mundo Não É Deste Reino (Romance)
1983
(Prémio Dinis da Luz, Açores)

Há ou Não Uma Literatura Açoriana? (Ensaio)

Toda e Qualquer Escrita (Ensaio)
1982

Navegação da Terra  (Poesia)

A Produção Literária Açoriana nos Últimos Dez Anos (1968-1978)  (Ensaio)
1979

Antologia Panorâmica do Conto Açoriano  (Antologia)
1978

A Memória de Ver Matar e Morrer  (Romance)
1977

Histórias da Resistência  (Conto)
1975

INFANTO-JUVENIL

Carta a El-Rei Dom Manuel Sobre o Achamento do Brasil, adaptada para os mais novos
ilustrações de Carla Nazareth
2009

 

Prémio Vergílio Ferreira
http://www.uevora.pt/univercidade/premio_vergilio_ferreira

 

 

Publicado em 20.01.2016